Notícia

16 de Dezembro de 2010
CDL Mossoró leva empresários para conhecerem o trabalho da Salina Henrique Lage, em Macau

 

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Mossoró (CDL) deu início a um projeto que vai realizar visitas no ambiente de trabalho dos empresários da cidade. A ideia é conhecer de perto o trabalho desses empresários, promovendo uma troca de informações, através de conversas e análise sobre os negócios. A primeira dessa série foi uma viagem, no dia 14 de dezembro, à Salina Henrique Lage, em Macau, do empresário mossoroense, Edivaldo Fagundes.

De acordo com Edivaldo, hoje, a salina produz, quinzenalmente, 40 mil toneladas de sal e a maior dificuldade encontrada no negócio é a desunião da categoria. “Se todos que trabalham com o sal no estado fossem mais unidos, em prol da categoria, a situação seria diferente”, afirma o empresário.

Ele alerta para um possível colapso de sal, de pequenas empresas no estado, para o próximo ano, caso o inverno comece a partir de janeiro. Pois algumas empresas de pequeno porte já estão vendendo demais o seu sal e isso pode afetar no momento em que as especulações no mercado começarem durante o período chuvoso. Daí, algumas empresas vendem até o excesso, ficando sem sal, fato este que não acontecerá com a Salina Henrique Lage.

Para o empresário, Getúlio Vale, a viagem foi muito importante, pois teve a oportunidade de conhecer de perto a realidade de um empresário mossoroense que investe e que tem o reconhecimento através de sua força de vontade. “A CDL Mossoró, através do seu presidente, Alexandrino de Lima, e sua diretoria, fez uma ação brilhante com essa iniciativa, de levar os empresários para conhecerem o trabalho de um empresário da nossa cidade, promovendo um feedback”, confessa Getúlio.


Autor: Ana Edite (Assessoria de Imprensa)


WhatsApp

Outras Notícias