Notícia

04 de Junho de 2018
Comércio de Mossoró espera lucrar com Copa do Mundo

A Copa do Mundo está chegando e a expectativa em relação à atuação da Seleção Brasileira só aumenta. No Mercado Central de Mossoró, um dos principais pontos de vendas do município, é possível ver que os lojistas estão preparados para as vendas de produtos que remetem ao mundial. São centenas de camisas expostas pelas lojas e pelos corredores, que são apresentadas de forma que não passam despercebidas por quem entra no local.

O comerciante Antônio Urbano, que tem banca no Mercado Central há 28 anos, informou que as vendas de artigos para a Copa do Mundo tendem a aumentar quando os jogos da Seleção forem iniciados. Ele disse, ainda, que as vendas também vão depender do desempenho da Seleção no mundial.

“Estamos apostando muito na Copa do Mundo, porque o Brasil é sempre o favorito para ganhar. No início dos jogos, as vendas tendem a ser maiores, principalmente se a Seleção tiver um bom desempenho nas partidas. As vendas dependem diretamente do desempenho da Seleção”, disse o comerciante.

Apesar de ter banca própria há 28 anos, Urbano, como é mais conhecido, explicou que está há 47 anos trabalhando no Mercado Central e em todos os anos de Copa do Mundo a expectativa de vendas é sempre muito boa. “Em todos os anos de Copa do Mundo a gente começa a vender quando o mundial começa. E sempre que o Brasil vai avançando na competição, as mercadorias tendem a sair mais”, disse Urbano.

O ritmo de vendas também vai de acordo com o pagamento dos funcionários públicos e com o início do período junino. Questionado sobre a forma que ele concilia as vendas de artigos juninos e de Copa do Mundo, Antônio Urbano fala que não tem problemas com isso, e que o ano de Copa é até melhor para as vendas durante o período junino.

“O período junino é um estilo de roupa, que é o xadrez e o quadriculado. Já a Copa do Mundo é praticamente a camisa da Seleção mesmo. Às vezes, a pessoa vem comprar um tipo de roupa, não está nem na perspectiva de comprar alguma coisa da Copa, mas vê e leva”, relatou.

 

Fonte: Jornal De Fato

 


Autor: Assessoria de Imprensa


WhatsApp

Outras Notícias